Breves notas: Eclipse no 12º zodiacal de Sagitário




Breves notas: Eclipse no 12º zodiacal de Sagitário


Sabian Symbol: 253º UMA VIÚVA JOVEM É SURPREENDIDA NUM NOVO NASCIMENTO DE AMOR

O eclipse solar de 4 de dezembro de 2021 será um eclipse total visível na Antártida, na África do Sul e no sul do Oceano Atlântico. É o eclipse número 13 na série Saros 152 e terá magnitude 1,0367 (Wikipédia).

Segundo Ptolomeu, um eclipse com a duração de cerca de 2h estender-se-á por um período sensivelmente de 2 anos, o que significa que temos 2 anos para consolidar crenças, metas e aspirações nesta fase de aprofundamento de ideais sagitarianos em busca de uma espiritualidade que implique o encontro do alvo e da direção a tomar nas nossas vidas em sincronia com os anelos reais do coração.


Mas nem tudo são rosas, a não ser para aqueles que se habituaram a crescer através de espinhos!

Em Portugal, esta lunação em conjunção com o Ascendente Sagitário comporta uma nova fé e um novo desafio: acreditar na nossa capacidade de inspirar e dinamizar os outros através de novos valores, visualizar o futuro e as novas formas de relação humana em sintonia com os ritmos cósmicos, ou voltar a sucumbir nas velhas guerras ideológicas, nas lutas de sobrevivência alimentadas pelo medo de perda, das projeções inconsequentes de culpa e castigo alimentadas por todo o tipo de alienação que leva ao separatismo autista e ao pseudo controle egoico dos nossos diversos eus!


Antes do florescimento da rosa, o caminho é ensombrado por espinhos, os próximos aspetos em formação até ao final do ano são: Marte em Escorpião em quadratura a Júpiter em Aquário, Vénus em conjunção a Plutão em Capricórnio, Sol e Mercúrio em quadratura a Neptuno, Saturno em quadratura a Úrano, para fechar o fim do ano em beleza com a conjunção exata de Marte ao grau do Eclipse.

Com o início do próximo ano dá-se a mudança dos Nós Lunares para o eixo de Touro/Escorpião em quadratura a Júpiter, neste período, irá haver muitas lições a retirar de toda esta fase plena de opiniões e convicções. A necessidade de construirmos algo mais sólido, estável e harmonioso em nós e no mundo irá prevalecer em 2022 e parte de 2023, saibamos criar o desapego e a libertação de valores já gastos e inapropriados no nosso caminho de vida.


L. Resina

4-12-21










Secções