top of page

Visita Guiada ao Convento de Mafra



Mafra Monumental

O Palácio Convento do V Império, com Luís Resina e Miguel Reis

28/05/2023

10h00 - Palácio Convento de Mafra

O CONTEXTO De medidas curiosas e sobre um maciço granítico local, ergue-se o Palácio-Convento com a maior Biblioteca de 83 metros de comprimento, e também a mais importante Livraria monástico-real do século XVIII, existente em Portugal. No mesmo imenso edifício, a Basílica reúne um conjunto seis órgãos, também único no mundo, merecendo ainda destaque os dois carrilhões de 114 sinos - 57 em cada uma das torres, feitos em Antuérpia no séc. XVIII, e que são também os maiores a nível mundial.

Mafra é, absolutamente, monumental.

Obra incontestável do estilo barroco, em conjunto com o Jardim e a Tapada, esta antiga propriedade real soma cerca de 1200 hectares.

O edifício é constituído por cerca de 1200 divisões, mais de 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões. Foi residência de várias famílias reais, franciscanos, jesuítas, militares, buscadores dos saberes antigos e das artes herméticas. O Convento de Mafra é um imenso edifício de histórias e lendas.

A JORNADA

Luís Resina e Miguel Campos Reis convidam-no(a) a participar nesta visita no dia 28/05/2023 ao Palácio Convento de Mafra. Construído no reinado de D. João V, e com arquitectura representativa da necessidade de afirmação política da monarquia portuguesa, Mafra partiu de uma ideia de Convento destinado a frades franciscanos, prevendo-se inicialmente a construção de um pequeno edifício para 13 frades. Com a decisão de se construir na mesma localidade o novo Palácio Real, integrando a dupla função de Residência de Estado e de casa religiosa, adoptou-se um novo modelo construtivo, ao Modo Nostro jesuítico, permitindo albergar uma comunidade de mais de 300 frades. Uma forma de afirmação de um reino restaurado, da grandeza imperial ultramarina e do poder absoluto de D. João V.

Mafra é uma memória de pedra monumental e barroca, evoca princípios de um esclarecimento iluminado à época, mas contém uma história particular de um Império do Espírito e de uma correspondente materialização para o futuro desta espiritualidade pisciana portuguesa, presente em tantas artes escolares e na imensa biblioteca que integra. Um Palácio da casa-sede de uma profecia comungada por António Vieira, Bandarra, Fernando Pessoa, entre outros, e que estabelece um propósito geométrico, numerológico e arquitectónico com características arquetípicas para o reino de Portugal da época e do Portugal futuro.

Este Passeio é um convite, sob a égide do signo de Touro, de regência venusiana e onde a Lua se exalta, para trabalhar a energia particular da Mãe Suprema (Concepção) – o novo dia em que se celebra o Dia da Mãe, sendo ao mesmo tempo uma proposta para perceber melhor a ligação dos vários reis portugueses da idade moderna e contemporânea que habitaram este monumento, as histórias que se concentram nos seus pilares, os saberes antigos da sua extensa Biblioteca, a actualidade e tudo o que se encontra em aberto para uma nova era de Aquarius.

PARTICIPAÇÃO

A deslocação de ida e volta a Mafra será a cargo de cada Participante, assim como as refeições, sendo o ponto de encontro a escadaria de acesso ao Convento às 10h00.

O presente Passeio tem hora prevista de término pelas 13h00.

Para formalizar a sua inscrição, faça o seu pedido para o email ajornadadolouco@gmail.com mencionando a forma de inscrição:

- 30,00 Ingresso individual;

- 25,00 Para os atuais alunos dos facilitadores do Passeio;

- Para crianças que acompanhem os pais com idade inferior a 6 anos a visita é gratuita;

- Participantes dos 6 aos 17 anos 15,00;

- Participantes séniores a partir de 65 anos 27,50.

As inscrições serão feitas por ordem de chegada até atingirmos o número limite de Participantes para esta edição.

Obrigado e até breve!

Informações e inscrições: ajornadadolouco@gmail.com

Saudações do Templo

Luís Resina e Miguel Campos Reis


Comentarii


Secções
bottom of page